segunda-feira, 7 de agosto de 2017

ANTICLÍMAX

ANTICLÍMAX

Pesa-me o ânimo triste após o coito
Como um fardo de culpa e de remorso.
No escuro, fixo o olhar sobre o alvo dorso
Alheio até da cama em que pernoito.

Mesmo tendo chegado um tanto afoito,
Só penso se terá valido o esforço:
Ignoro pela curva em seu escorço,
Se ela tem quarenta ou se dezoito...

Pouco importa... Sequer lembro o seu nome...
Ainda que por parvo ela me tome,
Ora a deixo sozinha em meio ao sono...

Saio apressado enquanto nasce o sol.
E a seiva masculina em seu lençol
É a única lembrança que abandono.

Belo Horizonte - 15 05 1995