sábado, 1 de abril de 2017

FABULISTA

FABULISTA

Se toda mentira tem
Algum fundo de verdade
A fantasia também
Muitas vezes me convém
No lugar da realidade.

Qual! Mentirinha de nada...
Poética, todavia,
É uma história inventada
Que se muito bem contada
Por verdade passaria.

O poeta é um fabulista
Que faz mais belo o que sonha.
Não importa o quanto dista
O facto que acaso exista
Das fábulas que proponha.

Não importa nem se errado
Argumente no vazio.
Se s'eleva contra o Fado,
Revisitando o passado
Face um futuro sombrio.

Importa inventar-se lendas
E n'elas acreditar:
Como quem por velhas sendas,
Louco, imagina contendas
Apenas para admirar.

Betim - 01 04 2017