sexta-feira, 21 de outubro de 2016

ITAPARICA

ITAPARICA

Gaivotas salpicando o azul profundo
De branco, aqui e ali, ao céu e ao mar...
Eis natureza-viva! Rebrilhar
Em belos panoramas d'este mundo.

Um barco a vela surge inda oriundo
Mais de mim que do afã de se pescar.
Vai multicolorindo esse lugar
Onde meu querer faz-se tão fecundo.

Bom ser aqui-agora para ver
O que as traves em meus olhos vedavam
Enquanto os anos por mim passavam.

Pois mesmo após fracassos conhecer,
Percebo que jamais um fracassado
Serei enquanto eu for na vida amado.

Vila Velha - 03 07 2011