quinta-feira, 9 de março de 2017

ANTIMANICOMIAL

ANTIMANICOMIAL

-- “Não deixes que me deixem mais aqui,
Vagando entorpecido até a morte...
Não me deixes entregue à própria sorte,
Alheio de tudo quanto conheci.”

“Face ao que a mente sofre, estremeci
De ver o que a ninguém talvez importe:
Qualquer um -- seja fraco; seja forte -–
Pode passar também o qu’eu sofri!”

“Olha e vê muito além do razoável
E encontra o que transcende o racional,
Mas é não mais que  humano no final.”

“Pois, só me tocando algo impalpável
Sentirei a emoção que tens à palma
E olharás para dentro de minh’alma.”

Betim - 09 03 2017