quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

A GOSTO

A GOSTO

Se dá sabor à vida, por que não?
Talvez um pouco mais, um pouco menos...
Dosar a conta-gotas gostos plenos
Para melhor os ter à boca ou à mão.

É de comer co'os olhos; com paixão...
Beber de rubros lábios os venenos,
Como o licor em cálices  pequenos
Sabe me entorpecer o coração...

Pitadas de pimenta e especiarias
Deixando suculentas... Mais macias...
As carnes em que cravo fundo os dentes!

Se dá água na boca, por que negas?
Sinto que te desejo assim que chegas
E te devoro as curvas indecentes!...

Betim - 22 02 2017