sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

OBRIGADO EU!

OBRIGADO EU!

Sempre com gentilezas e cuidados,
Busca-se aquela ideal civilidade
Com que d'outros s'esconde, na verdade,
Desejos e interesses bem guardados.

A mim porém, por mal dos meus pecados,
Calhou-me ser confuso n'essa idade,
Que todos com total tranquilidade
Lidam com bens e males segredados...

Em dar-e-receber há tanto esmero,
Que mais nobreza obriga quando quero
Partilhar d'estes versos por aqui.

Eu -- depois que quis tanto e tanto fiz --
Agradeço por um pouco mais feliz
Àquele que me lê o que escrevi.

Betim - 24 02 2017