segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

FOLHA DE ROSTO

FOLHA DE ROSTO

Há-de conter os nomes em caixa alta
Toda primeira folha de papel
Que abre às paixões do livro seu tropel
Quando aos olhos o título nos salta.

É quem nomina quando a capa falta,
Conquanto o conteúdo quede fiel.
E, à guisa de relíquia ou de troféu,
Mantenha cada frase em cada pauta.

Face oculta do livro, prima folha...
A que bem de primeiro e longo se olha
Pouco antes d’uma história começar.

Dê ao livro por rosto algumas letras
A fim-de que furtivos qual penetras
Possam na fantasia alheia adentrar.

Belo Horizonte - 01 04 2000