terça-feira, 10 de janeiro de 2017

MANUSCRITO

MANUSCRITO

A carta que escrevi pus n'um caderno
E lá deixei por anos escondida
Uma coisa difícil de ser lida...
Enfim, só de lembrar eu me consterno.

Amor, seja infinito; seja eterno,
Jamais aconteceu em tua vida.
Só quem nada sofreu, logo se olvida
E hoje, ser insensivel é tão moderno!...

Desoladores, a forma e o conteúdo...
Tamanha a agitação, até a escrita
É a exacta expressão d'aquilo tudo.

Sim, palavra a palavra alguém me dita.
As frases passionais que guardo mudo
E sobrenatural se me acredita

Betim - 23 02 2000