sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

MONUMENTÁLIA

MONUMENTÁLIA

Se os olhos viram já coisas demais,
Talvez a imensidão dos céus de Deus
Falasse um pouco mais aos olhos meus
Do que as cúpulas mais monumentais.

Ou as pedras de colunas colossais
Por onde vêm e vão os passos teus.
A balizar os mesmos pés plebeus
Distraída através de arcos triunfais...

Passo pela avenida secular
E contorno o obelisco grafitado
Enquanto assisto o tempo ali passar.

Ao largo, rememoro ‘inda o legado
D’aqueles que deixaram no lugar
Essa imensa presença do passado.

Belo Horizonte - 07 12 2008