quarta-feira, 23 de novembro de 2016

CATACLISMO

CATACLISMO

A tristeza é um vórtice de tornado,
Que suga tudo quanto existe em torno.
Onde uma imensa nuvem faz contorno
E avança ameaçadora pelo prado...

A tristeza é um peito desolado
Ao ver além partindo sem retorno
Toda a feliz memória e seu adorno,
D'um amor depois de anos bem guardado.

A tristeza é a viga pelo chão,
Cujo engenho não vence mais o vão,
Pois já todas as coisas às avessas.

A tristeza... Nada é como a tristeza.
Não, nenhuma pessoa sai ilesa,
Quando o céu nos desaba nas cabeças.

Belo Horizonte – 20 01 1998