quinta-feira, 10 de novembro de 2016

PARABÉNS!!

PARABÉNS!!

Se não soubesses ser eu o teu poeta,
Talvez até a ti surpreenderia
Ter tua sereníssima alegria
Como fotografia predileta.

O telegrama em mãos d'um estafeta
Do meu amor por ti mais te diria.
Ou ainda um ramalhete ao fim do dia
Te celebre a conquista d'essa meta.

Do jardim dos meus anos, a mais linda
Flor entre as flores, cuja boa vinda
Nos traz pura beleza desde os gens.

Por ti possam se abrir de novo os céus,
A que recebas este e outros troféus:
-- "Felicidades, linda! Parabéns!! "

Belo Horizonte - 11 12 1991