quinta-feira, 17 de novembro de 2016

NATURALIDADE

NATURALIDADE

Encontro-me nas ruas da cidade.
Lugar onde nasci e entre outras eu
Volto em busca d'um eu que se perdeu,
N'algum outro lugar, a identidade.

Ou não?! Eu sei quem sou eu na verdade:
Nem a cidade é minha nem o eu meu!
Somos, a cidade e eu, o que se deu
Onde e quando de mim meu ser evade.

A cidade se encontra agora aqui!...
Junto a meu nome a seu nome é o ideal
Da nobreza da terra onde nasci.

Como em lugar-comum tão especial,
Sou a cidade: Onde eu me conheci
E a honra d'eu d'ali ser natural.

Caratinga - 01 05 1995